Dicas Úteis

É ruim treinar demais

Pin
Send
Share
Send
Send


O exercício regular é bom para o corpo. Exercícios aeróbicos e de força afetam positivamente o estado geral do corpo. Esporte permite manter o peso sob controle ou perder peso, manter a pressão no nível certo, o esporte reduz o risco de diabetes, doenças cardíacas, ataque cardíaco. O esporte também melhora o humor. No entanto, se você se exercitar muito ou intensamente, isso pode afetar negativamente sua condição. Você pode desenvolver insônia, sua freqüência cardíaca pode aumentar. Com cargas excessivas regulares, aumenta o risco de doença cardíaca. O treinamento excessivo também leva ao colapso muscular. Isto é devido à produção de cortisol, o hormônio do estresse. A imunidade também pode estar em risco, o que aumentará o risco de desenvolver várias doenças. Monitore seu corpo para ver quando você precisa descansar.

Frequência cardíaca anormal

Treinamentos longos, mas rápidos, na esteira não podem fazer muito mal, certo? Bem, para ser honesto, talvez. Aqueles que praticam regularmente o treinamento de endurance correm o risco de provocar mudanças nos músculos do coração, que os cientistas chamam de cardiotóxicos. Acredita-se que tais alterações podem levar a arritmias, e em pessoas com história familiar de ritmos cardíacos anormais, a doenças cardíacas (de acordo com um estudo de 2013 no European Heart Journal). Outro estudo, no qual participaram 52.000 esquiadores e cujos dados foram coletados em 10 anos, mostrou que o risco de desenvolver arritmia aumentava a cada corrida e, após cinco anos, era 30% maior do que no início do estudo.

Sistema imunológico instável

O cortisol, um hormônio secretado pelas glândulas supra-renais durante períodos de estresse físico, estimula a gliconeogênese (a produção de nova glicose) no fígado e aumenta a quebra de proteínas nos músculos. Sempre se acreditou que isso é muito, muito bom. Mas os cientistas modernos, escreve o The Telegraph, estão cada vez mais dizendo que os efeitos negativos do cortisol podem superar seus benefícios atléticos. Enquanto o cortisol pode aliviar a tensão muscular e reduzir o inchaço durante as lesões, seu efeito imunossupressor sugere que aqueles que recebem constantemente altos níveis de cortisol têm imunidade menos forte e, portanto, correm maior risco de doenças infecciosas.

Ossos enfraquecidos

Além do fato de que, graças ao cortisol, as pessoas obcecadas com o treinamento diário estão mais doentes, esse hormônio também interfere na construção óssea (e como você provavelmente adivinhou, não faz nada útil lá). Estudos mostram que, quando o cortisol está na corrente sanguínea, mais tecido ósseo é destruído do que construído. Isto, por sua vez, sugere que aqueles cujos corpos estão em um estado de estresse crônico esportivo têm um risco aumentado de fraturas e rachaduras nos ossos. A longo prazo, a perda de densidade óssea pode levar a condições mais graves, como osteoporose e artrite.

Queda de Operabilidade

O ponto principal do treinamento é tornar-se mais forte devido a eles. Mas às vezes surge uma situação quando você parece treinar muito e regularmente, mas não pode fazer o mesmo treinamento que você fez há duas semanas. Isso pode acontecer por uma série de razões: da doença e terminando com excesso de estresse ou desnutrição. Mas na maioria das vezes isso é devido à atividade física excessiva, que o corpo ainda não é capaz de "digerir".

Sentimento de estar sobrecarregado

Os cientistas há muito tempo se intrigam com marcadores confiáveis ​​de sobrecarga, por exemplo, uma mudança na concentração de certos hormônios no sangue, uma mudança na bioquímica e assim por diante. Mas estudos mostram que sensações objetivas são indicadores confiáveis ​​de quão bem seu corpo está absorvendo ou não absorvendo a carga.

Você deve admitir que a percepção interna do seu corpo ou os sinais que ele emite não pode ser aleatória, e se você se sentir sobrecarregado, há razões objetivas para isso. Trocar hormônios é apenas um dos marcadores privados do overtraining, enquanto a sensação é a soma total do que acontece com o seu corpo como um todo.

Portanto, se você sentir que seu corpo começou a soar alarmes, isso não pode ser ignorado e continuar a seguir cegamente o plano de treinamento.

Problemas mentais

Nós não negaremos que o treinamento diário irá ajudá-lo a obter rapidamente a figura que você sempre sonhou. Mas tenha em mente que, se você literalmente não rastejar para fora do salão, isso certamente afetará sua saúde mental para pior. Estudos sobre “síndrome do excesso de treinamento” mostram que os fãs de fitness têm os mesmos marcadores bioquímicos que os pacientes com depressão clínica, já que os níveis de serotonina e triptofano saltam nos dois casos. Em 2016, cientistas da Universidade Técnica de Munique descobriram que jovens atletas que não dão tempo para o corpo descansar para que ele possa se recuperar do estresse e lidar com os danos são 20% mais propensos a sofrer de depressão.

Ainda tentando encontrar motivação para não perder os treinos? Talvez seja hora de você fazer uma pequena pausa.

Alteração da frequência cardíaca

Um pulso aumentado pela manhã é um indicador clássico de overtraining. Com a medição constante deste indicador, depois de um tempo você será capaz de entender onde você tem um pulso "bom" e começar com os números que se tornam "ruins".

Um pequeno aumento na freqüência cardíaca na manhã após um treino pesado é normal, mas se se tornar constante, é um sinal de que é hora de pensar e reduzir a carga de treinamento.

Ainda mais avançada é a maneira de medir a adequação da carga usando a variabilidade da frequência cardíaca. Agora esta tecnologia está presente em muitos relógios esportivos modernos.

Medo de desenvolver treinos

Quando, devido à sobrecarga, o seu desempenho cai e você se sente sobrecarregado, muitas vezes há um medo dos treinos mais difíceis. De acordo com especialistas, o desejo de evitar tal treinamento é uma maneira quase universal de identificar o overtraining. Então, se a sua motivação começar a cair, é provável que este seja um sinal para reduzir a carga.

Pin
Send
Share
Send
Send